Aluguel de Ações

Rentabilize sua carteira sem se
desfazer de suas ações!

aluguel
de ações

RENTABILIZE SUA CARTEIRA SEM
SE DESFAZER DE SUAS AÇÕES!

Aluguel de Ações

É a transferência de títulos da carteira do investidor (doador) para satisfazer necessidades temporárias de outro investidor (tomador). Os tomadores, ou seja, os “inquilinos” das ações, devem pagar aos proprietários uma taxa de aluguel de acordo com o prazo definido.
Quando o investidor é o doador ele continua dono das ações e faz jus aos proventos distribuídos pela empresa. Já o tomador, quem recebe as ações, durante o período do aluguel paga a taxa definida pelo doador. Ao término do período de aluguel, as ações retornam para o doador.

Por que Alugar Ações?

O doador é o investidor que possui os ativos em carteira e os disponibiliza para o aluguel. A expectativa do doador é obter ganho de renda extra sem precisar vender seus ativos, podendo receber todos os proventos que são pagos pela empresa e manter o direito a subscrição dos papéis alugados.

O tomador é o investidor que aluga os ativos disponíveis no mercado para realizar operações estratégicas e sua expectativa é realizar a venda a descoberto de tais ativos e recomprá-los a um preço mais baixo, lucrando com a diferença operacional. O tomador também pode ter por objetivo o hedge (proteção) de posições em derivativos sobre o ativo-objeto emprestado

Renda Extra

É possível lucrar até em um cenário de mercado aparentemente desfavorável

Segurança

A Bolsa garante todas as transações efetuadas via aluguel de Ações

Baixo Custo

Não há cobrança de corretagem para aluguel de Ações

perguntas frequentes

Para a posição doadora é preciso aderir ao produto “Aluguel de Ações”, através da área logada em: “Produtos” > “Aluguel de Ações”.

Já para a posição tomadora, é necessário fazer a adesão dos produtos “Venda a Descoberto” e “Aluguel de Ações”, através da área logada em: “Produtos” > “Aluguel de Ações” e “Produtos” > “Venda a Descoberto”.

Sim, o aluguel pode ser desfeito a qualquer momento, mas a taxa recebida pelo doador será pró-rata, tendo o tomador até 3 dias úteis para devolvê-las.

Não, quando o investidor aluga seus papéis está cedendo seus direitos de negociar o mesmo. Caso o investidor queira vender suas ações, primeiro ele deverá desfazer o aluguel e depois vender.

Quem empresta as ações não deixa de receber eventuais proventos (juros sobre o capital próprio e dividendos, por exemplo) concedidos pela companhia emissora, mesmo que seus ativos estejam temporariamente sob a titularidade de terceiros. Para eventos como bonificação, desdobramento e grupamento, a B3 é responsável por alterar as posições alugadas conforme mercado à vista. No caso de eventos como subscrição, o tomador é obrigado a devolver os direitos ao doador, que por sua vez deve solicitar a devolução através de sua corretora, caso contrário o tomador fica com os direitos.

Não existe corretagem ou custos adicionais para o registro das operações de Aluguel doador. A MyCAP receberá 20% da taxa bruta total alugada referente à comissão pelo registro das operações, ficando o doador das ações com os 80% restantes deduzidos na fonte dos impostos devidos conforme o prazo: até 180 dias (22,5%), de 181 a 360 dias (20,0%), de 361 a 720 dias (17,5%) e a partir de 721 dias (15,0%).

Ainda não é cliente? Abra sua conta! Começar a investir com um dos maiores do mundo é bem rápido, simples e grátis!

NOVO APP MyCAP TRADER! investir de
qualquer lugar
,  
ficou ainda mais fácil!

QUER SABER MAIS SOBRE A MyCAP?

São Paulo e Rio de Janeiro

2114-0500

Demais Localidades

0800 725 0500

Ouvidoria

0800 724 1479

Abra sua conta agora e ganhe 4 corretagens grátis por mês durante 6 meses!